#Eu Faço Psicologia: Dica de Livro - Holocausto Brasileiro

17:18

Ei, gente!
Estou aqui disponível após um 5º semestre cansativo e cheio de acontecimentos na faculdade e na vida.
Finalmente consegui me organizar e trazer post novo. Como o período foi o bem punk, quis tirar algo dele e aproveitar pro post. Para a disciplina de Saúde Mental, onde estudei um pouco o conceito de loucura, li o livro "Holocausto Brasileiro", um recorte dos abusos dentro dos hospitais psiquiátricos brasileiros.
Eu faço psicologia é uma sequência de posts onde cito alguma série, livro ou filme com referências à psicologia, com intuito acadêmico de exercitar conteúdos da graduação, mas também de entreter o leitor com uma análise diferente. Gostaria de influenciar outras blogueiras a fazerem o mesmo com suas áreas de graduação, uma boa forma de exercitar o que aprendemos e divulgar o curso.
Tive muitos sentimentos lendo o livro. Já no primeiro capítulo você percebe que "holocausto" não é uma palavra forte demais. A realidade do hospital Colônia no século XX, situado em Barbacena, era a pior possível: o mínimo para sobreviver, o máximo para morrer. Os pacientes eram submetidos a eletrochoques, não tinham roupas adequadas para as noites frias, não haviam camas, de forma que era necessário revesarem quem ficava na parte de fora do coberto humano, medicamentos sem prescrição adequada, dentre outras barbaridades. 
Na verdade, a maioria dos internos sequer possuíam um quadro clínico que provasse ser necessária uma exclusão por serem prejudiciais à sociedade. Muitos eram epilépticos, meninas que perderam a virgindade antes do casamento, homossexuais, tímidos demais, mulheres que enfrentavam ativamente pais sexistas, empregadas grávidas de seus patrões... Qualquer pessoa que fugisse do padrão, que fosse incômoda para alguém de poder. 
Enviados por trens, em uma viagem que pra muitos não teve volta, no hospital não havia chance de melhora. Tratados de forma desumana e indigna, pacientes que se revoltavam de forma agressiva (o esperado de qualquer ser nessas condições) ganhavam rótulos de perigosos e eram castigados por suas respostas violentas. 
Enfermeiros não eram treinados e nem preparados para um ambiente tão hostil, alguns apenas desistiam, outros tentavam amenizar o sofrimento de alguma forma, e havia aqueles que simplesmente seguiam o ritmo. 
60 mil mortos, cuja vida nada valia, porém a morte rendeu lucros para cidade. Universidades compravam os cadáveres, sem mesmo se preocupar em saber o motivo de tantos.
Daniela Arbex cita o nome dos sobreviventes e ex internos, uma homenagem e tentativa de trazer à memória aqueles que por muitos anos tiveram suas identidades perdidas e deixaram de ser gente.

Meu objetivo aqui não é contar todo o relato, pois a autora faz isso com muita sabedoria e sensibilidade. Datas, documentos, fotografias, registros que não deixam a veracidade ser testada. Aconteceu. Foi deixado acontecer. E não há nada que possa mudar o passado, mas podemos refletir como isso se repete em nossa sociedade: aconteceu com judeus, com loucos, está acontecendo com dependentes químicos, pessoas em situação de rua.

Apesar da motivação de minha leitura ser acadêmica, acredito ser um livro de extrema importância para qualquer pessoa. Conhecer o passado e aprender com ele é uma lição incrível. 

You Might Also Like

21 comentários

  1. Nossa muito interessante o livro e quantos abusos não?
    É triste até...

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super interessante, Pamela! Chorei diversas vezes lendo..

      Excluir
  2. Adorei a dica. Parece um livro bem impactante, me interessei!

    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  3. faz um tempo que quero MUITO ler esse livro, deve ser um livro forte, mas considero uma historia mt importante

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisa ler!! Temos que conhecer a nossa história... Infelizmente até as partes ruins.

      Excluir
  4. OOOOOI

    esse livro parece ser daquelas que realmente vai te deixar com muita riqueza ao fim da leitura. Tenho certa fascinação pela área de psicologia e um dia, mais velha, queria sim cursar. Não penso em trabalhar com isso, sabe? mas gostaria muito de estudar a área por interesse e identificação mesmo <3

    beijo
    www.beinghellz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hellz, sou suspeita, mas acho que o curso de psicologia tem muito a agregar.
      bjo

      Excluir
  5. Muitos colegas já me indicaram esse livro, ele parece realmente muito interessante, ainda quero ler.


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  6. Esse livro está na minha lista! É além de tudo história, que fez parte do nosso mundo infelizmente.
    Sou psicóloga também :)
    Beijos

    Www.unhasclassicasemodernas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse tudo, Juliana!
      Que legal saber que é psicóloga! Ainda estou em formação, mas sou super entusiasmada.

      Excluir
  7. Super impactante essa leitura, não faz muito meu gênero mas fiquei interessada!
    Beijinhos ❤
    Blog Ale Canofre
    YouTube

    ResponderExcluir
  8. Que bacana você é estudante de psicologia , já admiro muito!hehe. Eu li algumas paginas desse livro , ainda não peguei pra ler inteiro , gosto do gênero .
    Beijos

    Portal Tuddo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Aline :D
      Sempre tento trazer algumas postagens relacionadas ao meu curso. Fique de olho :D

      bjo

      Excluir
  9. Olá Ludmilla,

    Que bacana que você está no 5º ano da faculdade de Psicologia!! O livro deve ser bem forte né?

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHA :) Também estou amando já estar na metade hehe
      O livro é muito forte, Fernanda! Gera um mal estar danado, mas necessário.

      Excluir
  10. Oi! Tudo bem?

    Eu já conhecia a história do holocasto brasileiro e achei bem chocante e o pior é que é muito pouco falado no Brasil.
    Fala mais sobre sua faculdade! Eu adoraria saber

    www.descrevendonuvens.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!! Irei falar sim, amo fazer essa coluna <3

      Excluir
  11. Que tristeza né? E pensar que tudo isso fez parte da nossa história! De fato, deve ser um livro bem forte!

    Um beijo!

    https://janaynnacabral18.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito triste, Janaynna! Mas é melhor conhecermos que ignorarmos, por isso acho um trabalho lindo, apesar de forte.

      Excluir
  12. Olá,
    Gostei da proposta do livro e melhor ainda você mesclar com que anda estudando.
    Te falar que na época de escola eu não tinha muita paciência para fatos histórico, mas hoje em dia, leria sim e vou anotar esse haha.
    Acho Psicologia um curso interssante ♥

    P.S.: Obrigada pela ajuda lá no blog. Já estou seguindo aqui também ♥

    tenha uma ótima semana.
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro fazer isso, Nana <3 Sou apaixonada pelo meu curso e divulgá-lo é o mínimo que posso fazer :D

      De nada :D

      Excluir

✖ Antes de tudo leia a postagem
✖ Só comente caso tenha algo - em relação ao post - para dizer
✖ Avise quando seguir o blog, é certo de que seguirei de volta
✖ Deixe sempre o link do seu blog no final do comentário para que eu possa retribuir a visita
✖ Aceito TAGs, basta deixar o link da postagem - também no final do comentário
Obrigada pela visita, beijos!

Instagram

Facebook

Twitter

Subscribe