#Rolou no Mês: Maratonas de janeiro [Especial Férias]

21:55

Lembram da postagem sobre as coisas que eu queria fazer nas férias? Então, não fiz tudo mas deu pra fazer umas coisas bem legais. Resolvi trazer tudo em uma postagem só, o que andei assistindo, lendo e fazendo durante as férias de janeiro. A postagem ficou um pouco grandinha, mas está valendo super a pena. Eu prometo!

Série

Shameless conta a história dos Gallaghers, uma família pobre da cidade de Chicago, que precisa lidar com os altos e baixos da atual recessão nos Estados Unidos. Com uma mãe ausente e um pai alcoólatra, a filha mais velha, Fiona, de 18 anos, precisa cuidar de seus cinco irmãos e irmãs, enquanto cada um deles passa por fases diferentes de suas vidas, encarando tantos problemas quantos Frank puder causar. (c)
Gente, que amor de série! Minha amiga bem que me alertou milhões de vezes sobre, mas depois de assistir o pilot pela terceira vez, acabei me rendendo. Eu adoro séries com cenário no ambiente familiar, mas não se engane. Apesar de Shameless ser uma série sobre família, não é exatamente uma série de família, acreditem em mim, vocês não querem assistir com seus pais ou sua irmã mais nova. Enfim, eu acho que séries com essa temática têm muitos assuntos a abordar e é fácil cativar várias pessoas, independente de gênero, idade, etc.. Afinal, sempre tem aquele personagem com quem nos identificamos. 
Shameless é bem diferente de tudo que assisti nesse gênero - e olha que estamos falando de muitas séries- fã de Full House assumida, apaixonada por Modern Family, aficionada aos episódios de Eu, a patroa e as crianças e Todo Mundo Odeia o Chris. A série da Showtime apresenta um família politicamente -mentalmente, saudavelmente, e outros mentes- incorreta. Apesar da comédia presente nos primeiros episódios, a série cresce muito mais adiante e foca mais no drama familiar. Isso foi ótimo porque mostrou que não dá pra rir de tudo e simplesmente deixar pra lá. 
É uma série encantadora! E eu recomendo muito todos aqueles -maiores de 16 anos- a assistir. 

Filmes 

Título: Submarine (2010)
Direção: Richard Ayoade
Gênero: Comédia dramática
Com: Craig Roberts, Sally Hawkins e Yasmin Paige
Duração: 1h47min
Classificação Indicativa: 12 anos
Classificação: 
Sinopse: Oliver Tate (Craig Roberts) é um menino de 15 anos que tem dois objetivos na vida: perder a virgindade antes do seu aniversário com a sua nova namorada Jordana (Yasmin Paige), e tentar afastar a mãe do ex-namorado que se mudou para a casa ao lado. Além disso, para salvar o casamento de seus pais, Oliver tem a ideia de controlar a vida sexual deles e de forjar cartas românticas sugestivas de sua mãe para seu pai.
Resenha: Eu tinha grandes expectativas sobre esse filme. Eu tenho um pé no indie, seja em músicas, filmes e estilo de vida. Quando soube da trilha sonora feita por ninguém menos que Alex Turner, adotei pra vida. A introdução do filme me lembrou bastante O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, a narração dos pensamentos e fatos, apresentação de personagens, etc... Mas foi só isso. Submarine é bem diferente do que a sinopse sugere, bem mais profundo do que a superficialidade apresentada. Não é sobre um garoto esquisito que quer perder a virgindade e salvar o casamento dos pais, mas sim sobre como um adolescente lida com seus problemas. 
Título: Os Batutinhas (1994)
Direção: Penelope Spheeris
Gênero: Comédia Infantil
Com: Travis Tedford, Bug Hall, Brittany e Ashton Holmes 
Duração: 1h22min
Classificação Indicativa: Livre
Sinopse: Batatinha (Travis Tedford), Porky (Zachary Mabry) , Alfalfa (Bug Hall), Stymie (Kevin Jamal Woods) e outros meninos integram um grupo de garotos que simplesmente detesta garotas. Entretanto o clube se sente traído quando Alfafa se apaixona por Darla (Brittany Ashton Holmes) e os meninos começam a aprontar divertidas confusões para separar o novo casal.
Resenha: Eu conheci essa fofura de filme ano passado por causa da comemoração de 20 anos. Juro que nunca tinha visto na Sessão da Tarde, não sei como porque boatos que passa sempre. De qualquer forma, eu adorei. É um filme com praticamente todo o elenco infantil (e ainda te participação das gêmeas Olsen). Super indico o clássico!

Destrua Este Diário

Fazia um tempo que não postava as destruições aqui. Já tinha muita coisa, porém só separei esses que foram meus favoritos. Na verdade, a minha participação nessas últimas páginas foi vergonhosa. Minha irmã é a grande responsável por quase tudo. Por exemplo, a página do "SUBA AQUI" foi ideia minha, mas foi ela quem fez (estrada de tijolos amarelos). E a capa ficou demais!! Infelizmente, no momento já está bem destruída. haha

Livros

Título Original: The Book Thief
Autor: Markus Zusak
Número de páginas: 480
Editora: Intrínseca
Avaliação: 
Sinopse: A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, porém surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente - a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los em troca de dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. Essa obra, que ela ainda não sabe ler, é seu único vínculo com a família. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a cumplicidade do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que a ensina a ler. Em tempos de livros incendiados, o gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. A vida na rua Himmel é a pseudorrealidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um jovem judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela história. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa desse duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto.
Resenha: Eu acho essa sinopse tão perfeita, que é meio difícil acrescentar algo mais. Eu já tinha assistido ao filme, mesmo assim não esperava que fosse me encantar tanto com o livro. A narrativa é super original e a maneira que os acontecimentos são apresentados, sem seguir uma ordem cronológica, mas sim o momento correto, é admirável. Definitivamente, um dos meus livros favoritos.

Título Original: Helga's Diary
Autor: Hega Weiss
Número de páginas: 238
Editora: Intrínseca
Avaliação: 
Sinopse: Calcula-se que das 15.000 crianças que passaram pelo campo de internamento de Terezín, na antiga Tchecoslováquia, apenas 100 chegaram com vida ao fim da Segunda Guerra Mundial. A respeitada artista plástica Helga Weiss é autora de um dos mais comoventes testemunhos do Holocausto. Aos 83 anos, ela vive em Praga, no mesmo apartamento em que morou com os pais antes da deportação. Em 1938, por ocasião da ocupação nazista em seu país, a menina de 8 anos, filha de um bancário e uma costureira, começou a escrever e a desenhar suas impressões sobre tudo que aconteceu com sua família. Em um caderno, Helga narra a segregação dos judeus ainda em Praga, a desumana rotina de privações e doenças de Terezín e sua peregrinação ao lado da mãe por campos de extermínio como Auschwitz, onde escapou por pouco da câmara de gás.
Resenha: Eu estou em uma maratona de livros sobre a Segunda Guerra Mundial. Já li algumas obras como Escondendo Edith e O Diário de Anne Frank, e o fictício A Menina que Roubava Livros. Não posso dizer que Helga está na lista de favoritos, mas certamente é o com mais riqueza nos relatos, afinal, o ponto de vista da Anne Frank é fora dos campos de concentração, Edith é uma fugitiva, mas Helga esteve presente em campos de concentração e sentiu na pele o que era ser uma criança judia durante a guerra - é claro que todas sofreram, mas só estou querendo enfatizar os diferentes pontos de vista de cada uma.  O livro é cruamente um relato, com algumas datas incertas e comentários aleatórios a respeito do que Helga vivenciava. 
A intrínseca fez um excelente trabalho, a capa é linda e assemelha-se a um diário. No livro também há vários desenhos de Helga, fotos da guerra - campos de concentração, Terezín, etc. Nessa edição, tem uma entrevista com a autora, 93 notas que explicam alguns fatos (pra quem é perdido como eu quando se trata de acontecimentos históricos, aquilo foi essencial para o entendimento do livro), e ainda um glossário (assim como na maioria dos livros sobre o tema, algumas palavras são mantidas em alemão- no caso aqui tcheco, derivações ou ainda gírias de Terezín). Uma leitura indispensável sobre o tema, só tirei estrelinhas mesmo porque por ser um relato cru, às vezes me desanimei com a leitura. 

You Might Also Like

20 comentários

  1. LUD, suas férias foram produtivas ♥ Começando por Shameless, que eu quero muito ver (acho que esse tipo de série é o meu favorito). Submarine ta na minha lista faz tempo e acho que não aguentarei ler os livro antes e verei o filme logo. Os Batutinhas é muito amor ♥ Eu já assisti na Sessão da Tarde e sem dúvida é um dos meus filmes favoritos de infância! Adorei as destruições (cê aprendeu a fazer gif ♥). E por fim A Menina que Roubava Livros que eu li faz tempo mas lembro que gostei, e O Diário de Helga que eu não conhecia mas obrigada pela indicação porque adoro ler sobre a segunda guerra mundial! :D Beijão Lud.

    www.garotasdemustache.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia essa série, mas parece ser bem interessante. Quero muito assistir Submarine (mais pela trilha sonora também, haha). Eu sou super fã de A Menina que Roubava Livros, é um livro encantador, assim como o filme. O meu Destrua Este Diário está meio que abandonado por mim, mas pretendo reviver ele de vez em quando... Eu não fiz quase nada nas minhas férias, estou com inveja agora, haha!

    Bjs, Raquel.

    www.eaijaleu.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Flor! Tudo bom?
    Vejo alguns amigos assistindo Shameless, e até você trazer aqui a curiosidade nunca tinha dado as caras, por mais que pareça ter aquele toque de drama, confesso que parece ser muito engraçada e claro, temos aqueles momentos de reflexão. Lá vou eu procurar para baixar o primeiro episódio!
    Adorei o seu Destrua Este Diário, confesso que eu não compraria para "destruir" e se eu ganhasse muito menos, sou um Q com meus livros, mas acho que em algum momento vou acabar cedendo. A Menina que Roubava Livros é maravilhoso, quero comprar meu próprio exemplar, pois o que usei para ler era emprestado!
    Adorei o seu balaço de janeiro, foi ótimo!

    Beijinhos,
    www.percepcoes.blog.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Ludmilla!
    Nas minhas férias também consegui terminar muitas coisas que queria fazer, mas não tudo <3
    Beijoos ♡ || Caramelos Encantados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enfim, eu tinha dito que sou doida pra ver Shameless, mas a quantia de temporadas me dá preguiça -q. Faz um post sobre ela em breve? <3 E que sou louca pra ver Submarine, a trilha sonora pelo menos é incrível hahaha

      Excluir
  5. Olá!!!
    É sempre assim, a gente planeja um monte de coisas, e no meio aparecem mais coisas pra gente fazer...ñ dá tempo hahaha
    Mas vc fez muita coisa bacana!!
    Gostei da dica de Shameless...parece ser uma série muito boa!!

    A menina que roubava livros é um dos meus livros preferidos!!
    Já o li duas vezes...vc já viu o filme é ótimo tb!!
    Vale a pena!!

    Beijos, Bá.
    http://cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Só tenho quinze anos, mas vou assistir porque sou rebelde -não, pera
    Parece se rum série bem divertida, por conta das imagens, mas depois que falou sobre ela, fiquei mais interessada.
    Já li a Menina Que Roubava Livros, é meu livro favorito, porque me fez chorar, me cativou, inspirou, entre outros... O Diário de Helga me chamou atenção, parece ser magnifico, vou procura-lo para lê-l.o.
    Queria comprar um Destrua Esse Diário, entretanto, me falta grananey.

    *obs: apaguei o primeiro comentário por conta de um erro vergonhoso e-e

    RAW

    ResponderExcluir
  8. Oi, to doida pra assistir Submarine você assistiu online ou baixou? Me passa link *--*

    beijos ♡
    --> lugarrnenhum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Óla adorei o post, gostaria que você visita-se o meu blog e se poder segui tambem e ja estou seguindo o seu , bjs e sucesso !! http://agendadamodaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Quero assistir Submarine! Ótimas dicas e indicações <3


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  11. Oi Lu! Ando passando tanto por aqui que estou até me sentindo íntima hahaha
    Quero muito assistir Submarine! Mas confesso que fiquei triste ao constatar que você só deu 3 estrelas para ele =(
    Preciso criar coragem e terminar o meu Destrua Este Diário, mas morro de dó e preguiça hahahaha ai que doença!
    Parabéns pelo post, super bem escrito! Adoro o blog <3 Muito sucesso pra você.
    Beijos,
    Vitoria.
    P.s: saiu uma nova parte da web Caso 54 - Tales, corre conferir! http://lonelyfireflies.blogspot.com.br/2015/02/web-caso-54-tales-capitulo-2-parte-3.html#.VNZ4VfnF-EM

    ResponderExcluir
  12. Esse submarine também me encantou tanto porque como tu já sabe sou fã do Arctic Monkeys. Realmente a sinopse parece meio superficial mas pelo que tu falou deve valer a pena (e apesar de saber da existência dele nunca vi).
    Quanto a Marina, eu também presumi que froot inteiro seria 'feliz' e me surpreendi com Happy. Mas apesar das distinções a Marina mantem sua marca e gostei de todas faixas (de uma forma diferente, claro, então nem da pra dizer qual é melhor) .

    Conclusoesnoturnas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Todo mundo fala que Shameless melhorou muito no decorrer das temporadas, infelizmente eu nunca parei para assistir a série, farei em breve.

    New Era Times
    http://new-era-times.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Haha que bom que conseguiu cumprir suas metas pras ferias, amei as series vou assistir também
    Te espero no Altos e Baixos s2

    ResponderExcluir
  15. Adorei a destruição do seu diário, posta mais, adoro ver hahaha

    http://sublimecapital.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia realmente esse seriado, gostei da indicaçao bjs.
    http://www.umaprincesanomundodalua.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Hey! Nossa, super me interessei pela série, amo séries que abortam a família entre vários outros temas :') DESTRUA ESTE DIÁRIO! Mininah, sabe um diário que você olha e começa a chorar? Como minha mãe disse, era mais vantajoso ter pegado trinta reais e queimado q Mintirah, valeu apena <3 Super distrai, né?
    A Intrínseca sempre faz ótimos trabalhos ♥ To com A menina que roubava livros aqui,só falta ser lido u3u' Guerra dos tronos está sugando-me a alma.

    Beijos da Livy,
    Dose de Poesia || Visita?

    ResponderExcluir

✖ Antes de tudo leia a postagem
✖ Só comente caso tenha algo - em relação ao post - para dizer
✖ Avise quando seguir o blog, é certo de que seguirei de volta
✖ Deixe sempre o link do seu blog no final do comentário para que eu possa retribuir a visita
✖ Aceito TAGs, basta deixar o link da postagem - também no final do comentário
Obrigada pela visita, beijos!

Instagram

Facebook

Twitter

Subscribe