#Brat Pack Movies: St. Elmo's Fire (O primeiro ano do resto de nossas vidas)

12:50

Depois de quatro meses, aqui estou eu com mais uma resenha de um filme da lista do Brat Pack.

Brat Pack é um apelido para um certo grupo de jovens atores e atrizes que costumavam aparecer juntos em filmes para adolescentes no anos 80. Esses filmes, geralmente, apresentavam críticas da geração daquela época, com muito cinismo. Na maioria das vezes, a história se passava no subúrbio de Chicago, mostrando o cotidiano dos jovens de classe média-alta.
O quinto filme assistido foi St. Elmo's Fire, ou, na versão brasileira O Primeiro ano do resto de nossas vidas. Está muito difícil encontrar os outros filmes, fora os que já resenhei aqui, pra download ou pra ver online. Mas continuo tentando, então espero, positivamente, poder trazer outra resenha em breve. Mas vamos ao que interessa.
Sinopse: Sete amigos recém-formados se deparam com a amarga realidade do mundo real, tendo que conviver com a insegurança profissional e emocional nesta nova fase da vida. Este novo momento pode pôr em risco a amizade existente entre eles, a qual acreditavam que seria eterna.

O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas mostra a vida de sete amigos recém-formados que se encontram agora na vida adulta, uns mais preparados que outros. Cada um tem uma história individual, ou às vezes uma história fora do coletivo (sete) mas que se une de alguma forma (mesmo sem que os outros saibam). É uma versão mais jovem/adulto de The Breakfast Club que inclui 3 dos 5 atores do elenco, o ano de produção é até o mesmo, 1985. Me lembrou bastante a série Friends também, sendo o Central Perk o bar St. Elmo's Fire. Vou falar um pouco sobre a storyline dos personagens principais.

Kirby Keger de Emilio Estevez 

Kirby é um dos vários personagens apaixonados desse filme. Ele estuda pra ser advogado e é apaixonado por uma médica/enfermeira mais velha, desde que era calouro na faculdade. Apaixonado acho que é pouco, a palavra correta é obsessivo. Chega a pensar em cursar medicina, começar a trabalhar em um emprego onde ganha mais grana e um certo status social, por achar que por ser pobre e trabalhar como garçom no bar St. Elmo's (ALÔ, RACHELLLL!!) nunca teria chance com a amada. 

Billy Hicks de Rob Lowe

Billy é o interesse amoroso de outra personagem do filme. É o típico bad boy dos anos 80. Saxofonista incapaz de permanecer num emprego por muito tempo, acaba aproveitando da bondade de uma das amigas, a apaixonada, para conseguir algum dinheiro, enquanto outro amigo vive arrumando empregos para ele, mesmo com toda má fama. Billy também é pai, bebe muito e usa drogas.

Kevin Dolenz de Andrew McCarthy 

Ai gente, eu não estava meio certa quanto ao Andrew quando vi Pretty in Pink, mas agora tenho certeza: ele é meu crush dos anos 80. Seu personagem foi o que mais me chamou atenção, por ser o mais misterioso quanto a sua storyline. Ele é apresentado como um jovem sensível, escritor, que, estranhamente, nunca é visto com alguma garota. Quando é questionado diz que o amor é idiota e que já se apaixonou uma vez. Para uma prostituta com quem sempre se encontra nas ruas diz apenas que ama alguém, mas essa pessoa não sabe, é um segredo. Uma das amigas pensa que ele é gay e está apaixonado por um dos meninos.

Jules Jacoby de Demi Moore

Demi Moore está impecável nesse filme. Não me lembro de ter visto algum filme dela, mas a achei tão linda e tão presa a personagem. Ela foi uma Jules impecável. O que não poderia ser diferente, já que na época, assim como sua personagem, Demi tinha problemas com o vício em drogas, chegando até ser expulsa do set. Além disso, a personagem enfrenta a indiferença do pai, os homens que a tratam como objeto (apesar de agir como tal), a morte da madrasta e o desespero de estar por conta própria.

Alec Newbary de Judd Nelson e Leslie Hunter de Ally Sheedy 

SIMMM!! Esses são o caso perdido e o criminoso de The Breakfast Club formando um casal em St. Elmo's Fire. No filme eles vivem Alec, um rapaz muito inteligente que está se dando muito bem na vida após a faculdade, e Leslie que ainda não encontrou seu lugar no mundo e está insegura quanto em casar com Alec.
Apesar de já dividirem uma casa e o mesmo quarto ambos não demonstram muita intimidade, e mesmo Alec parecendo muito apaixonado por Leslie, ele a trai várias vezes, como confidencia à Kevin. 
Alec é também um tipo de herói pra turma, arrumando emprego para Billy, salvando Jules de suas aventuras malucas... Um amor! Leslie, por sua vez, não ganha muito destaque.




Wendy Beamish de Mare Winningham

Wendy é apaixonada por Billy e se mete em encrencas por isso. Trabalha como assistente social e, mesmo sendo de uma família de negócios, não vai financeiramente bem. Uma vez que seu pai é super conservador, e fica em cima para que Wendy case logo para que seu marido possa assumir a empresa da família. Porém, Wendy acredita na independência da mulher e não aceita os pretendentes, apesar de vez e outra precisar do dinheiro do pai. O fato de ser virgem também acompanha a sua história no filme. 

Eu achei a história individual dos personagens INCRÍVEL. Muita coisa podia ser explorada: vício das drogas, o amor que se torna obsessão, a insegurança na hora de transformar um relacionamento em algo mais sério, se perder no futuro, sentir saudades da escola, se apaixonar por alguém e não poder dizer... Enfim, Wendy era uma personagem com uma história bacana, todo aquele lance do pai machista e tal. A Jules e sua vida maluca. Mas as coisas ficaram um pouco superficiais pra mim. Faltou se aprofundar mais em cada história. 
A história dos amigos ficou ótima! É claro que nada supera The Breakfast Club, mas foi bom ter assistido. Achei lindo o suporte que cada um dá para o outro. Os atores brilharam, é claro. E eu recomendo super. 

You Might Also Like

32 comentários

  1. Nossa, acho que nunca vi.
    Mas pela sua descrição deve ser bom mesmo!
    Gosto das estórias que tem vários núcleos que são ligados de alguma forma.
    Isso nos faz prestar mais atenção no que está acontecendo.

    Amei, Até mais.

    O Outro Lado da Raposa
    Facebook
    Twitter

    ResponderExcluir
  2. Nunca ouvi falar desse filme, mas se encaixa perfeitamente no meu estilo de filme preferido!! =)
    Adorei seu post!!
    Parabéns!

    Beijos, Bá.
    http://cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Depois de tudo que você falou sobre esse filme, acho que vou correndo assistir ♥ Sério, parece muito bom. A história de amizade, aquela coisa de "hora de crescer" (me lembrou HIMYM, que a propósito: você precisa assistir haha). E também me interessei por esse Brat Pack, parece demais. Depois me passe os links para assistir, porfa ♥ HAHA Beijão!

    www.garotasdemustache.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBA!!! Depois me conta o que achou ;)
      Menina, a agenda de séries está f*da, mas quero assistir logo.
      Ah, sim. Vou enviar os links pelo face :D

      Excluir
  4. Nunca tinha ouvido falar, mas adorei a sinopse e a sua (super completa) resenha!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  5. Nunca ouvi falar, mais parece ser muito bom!
    Beijos | www.doseujeito.tk

    ResponderExcluir
  6. Amando conhecer esse filme, a história dele é demais, quero muito assistir!

    Um beijo <3
    http://dearitgirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ai ai, essas traduções brasileiras de nome de filme........... HAHAHAHA Acredita que mesmo sendo um clássico, eu nunca vi?!?!? :(
    Mas deve ser muto bom mesmo!

    Beijos da Tabatha!
    http://www.naocontapraninguem.com
    http://www.youtube.com/blogncpn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E olha que essa não está nem no top 10 das piores que já vi (Gatinhas e Gatões do original 16 Candles foi o lixo pra mim).
      :D

      Excluir
  8. Este filme é clássico dos anos 80, inclusive já passou em canais específicos, o telecine cult. Nunca assistir.
    Beijos U&B
    Claudinha e Adri
    www.unhasebocas.blogspot.com.br
    Instagram: @blogunhasebocas

    ResponderExcluir
  9. Oii,

    Não conhecia, mas eu adoro programas desse tipo, vou procurar saber mais pra assistir depois *--*

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia mas assim que puder vou assistir!
    Bjs

    un--cover.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro quando as pessoas consideram minhas dicas :D

      Excluir
  11. Não conhecia , adorei , vou procurar saber mais :)

    http://aqueladosviinte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu já passei por ele algumas vezes na locadora, mas nunca peguei - Emilio Estevez quando era lindo *-*

    vou baixar.

    NEW ERA DAILY
    http://neweradaily.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Emilo Estevez era um gato, com certeza. Mas nada como o Andrew ou Judd. *-* FEELS

      Excluir
  13. Eu nunca tinha ouvido falar desse livro mas achei a historia bem interessante, vou anotar pra ver dpois haha

    Beijoos, Ana Carolina
    Simplesglamour.blogspot.com
    Instagram e Twitter: @simplesglamour

    ResponderExcluir
  14. não conhecia o termo Brat Pack.
    eu já assisti The Breakfast Club e gostei. Acho que (nesse filme) também podiam ter aprofundado um pouco mais apesar de eu ter gostado.
    Da forma como descreveste acho que se assistisse a St Elmos Fire, ele ficaria no mesmo patamar de The Breakfast Club (ou um pouco abaixo)
    querosabertudo-k.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TBC até agora é o meu favorito do Brat Pack. Eu fiquei com essa leve impressão de "não vi tudo o que gostaria de ver", mas também acabei curtindo.
      Eu diria um pouco abaixo, pois TBC foi mais profundo.

      Excluir
  15. Nao conhecia, nunca vi hahahaha mas o post ficou legal

    Beeijos, ♥ || INSTAGRAM: @luannaandrade_

    http://www.paaradateen.com
    http://www.facebook.com/PAARADATEEN

    ResponderExcluir
  16. Amando esses posts do Brat Pack Movies <3

    ResponderExcluir
  17. Que bom, Plum! Tô pensando em voltar a fazer haha

    ResponderExcluir

✖ Antes de tudo leia a postagem
✖ Só comente caso tenha algo - em relação ao post - para dizer
✖ Avise quando seguir o blog, é certo de que seguirei de volta
✖ Deixe sempre o link do seu blog no final do comentário para que eu possa retribuir a visita
✖ Aceito TAGs, basta deixar o link da postagem - também no final do comentário
Obrigada pela visita, beijos!

Instagram

Facebook

Twitter

Subscribe