Aquele sobre Pedro

00:38

Ela chega atrasada, novamente, na escola. Não se pode dizer ao certo se é bonita, não quem não a conhece. No momento é só uma garota no seu uniforme do ensino médio, o cabelo está em um coque, típico das adolescentes de 16 anos, típico em país onde 23ºC combina perfeitamente com cobertas e filmes. Na verdade, está assim porque ela nem se deu ao trabalho de pentear, típico de garotas como ela.
Ela está meio ofegante, resultado de 15 minutos correndo desesperadamente para, em vão, não chegar atrasada no colégio. Ela nunca foi boa nisso de administrar o tempo.
Pedro Sorri e pensa “Que menina maluca” e confessa que gosta disso. Gosta da maluquice toda que é ser ela. Pedro a acompanha com os olhos. Se ela reparasse bem, o que seria meio impossível porque ela não é de reparar bem em coisa alguma, ela o perceberia ele olhando para ela. Bem de perto. E os olhares se encontrariam timidamente, tão rápido que desviariam para refletir se isso realmente aconteceu. E ela pensaria “Ele sabe que eu existo”. E ele pensaria “É, eu poderia pegar ela”.
Ela sempre foi uma das últimas a subir para a sala de aula, ele pegou esse costume depois que, de alguma forma inevitável, se apaixonou por ela. Eles sobem juntos. Mentalmente de mãos dadas. Ela conversa com uma amiga em comum dos dois, numa tentativa em vão, oh como ela é movida por tentativas em vão, de que ele converse com a amiga, só para ela ouvir a voz dele bem de perto. Mas nada acontece.

You Might Also Like

1 comentários

✖ Antes de tudo leia a postagem
✖ Só comente caso tenha algo - em relação ao post - para dizer
✖ Avise quando seguir o blog, é certo de que seguirei de volta
✖ Deixe sempre o link do seu blog no final do comentário para que eu possa retribuir a visita
✖ Aceito TAGs, basta deixar o link da postagem - também no final do comentário
Obrigada pela visita, beijos!

Instagram

Facebook

Twitter

Subscribe